• 12/10/2018
  • 0 Comentário(s)

Nesta sexta-feira, 12, acontece a tão esperada Festa da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida. No Santuário Nacional de Aparecida, a novena em preparação à festa, teve início no último dia 03, quarta-feira. Todos os anos, a festa reflete um tema geral. Em 2018, as comemorações acontecem em sintonia com o Ano do Laicato, com a temática “Em Jesus, com Maria, Restauramos a Vida”. Segundo o arcebispo de Aparecida, dom Orlando Brandes, a cidade em si atrai. “Esta atração está no coração, na alma, na história do povo brasileiro. Todos sabemos que o povo latino-americano é um povo mariano”, disse o bispo.

Imagem de Nossa Senhora Aparecida. Crédito: A12

Nossa Senhora em suas manifestações, geralmente adota a fisionomia do povo do país ou lugar onde ela se manifesta. Em Aparecida, a imagem de Maria foi encontrada nas águas do Rio Paraíba do Sul por três pescadores, em 1717. Ao apanharem em suas redes uma imagem partida – corpo e cabeça – enegrecida por causa da água do rio e das velas acesas em sua honra, os três homens viram no acontecimento uma ajuda especial para a pesca abundante, após várias tentativas em vão.

“A medida que o tempo vai passando, vai aumentando essa expressão de fé, se no começo lá em 1717 era um pequeno grupo de pessoas que conhecia Nossa Senhora, que rezava em torno dela, esse grupo foi aumentando e hoje nós temos pessoas de várias classes sociais”, afirma o reitor do Santuário Nacional de Aparecida, padre João Batista.

Devoto de Nossa Senhora Aparecida. Crédito: A12

Tal imagem foi aos poucos se tornando objeto de especial veneração do povo brasileiro. Os devotos logo a cobriram com um manto da cor do céu brasileiro e a cingiram com uma coroa, reconhecendo-a como rainha – a servidora do povo junto de Deus.

“A solidariedade é a marca fundamental da devoção a Nossa Senhora Aparecida. Ela foi solidária com o povo brasileiro, na sua cor, no seu tamanho, na maneira como ela surgiu entre nós e ela continua sendo solidária porque o povo vem ao seu Santuário”, afirma o padre João Batista.

Maria além de ser venerada é invocada com os mais variados títulos, sendo o de Nossa Senhora Aparecida – que o povo lhe deu espontaneamente – o mais querido. “No Brasil a gente tem mais de 200 paróquias dedicadas à Nossa Senhora, então é uma espiritualidade muito presente justamente por causa dessa solidariedade, a presença dela na vida do povo e a confiança que o povo tem em sua intercessão”, afirma o padre João Batista.

Para este dia 12, a expectativa do Santuário Nacional de Aparecida é receber cerca de 300 mil romeiros. Especialmente para esta sexta-feira, a basílica organizou o Festival da Padroeira. “A religiosidade popular é um tesouro que precisa ser evangelizado. Graças a esta espiritualidade os devotos da Mãe Aparecida encontram no Santuário Nacional bom acolhimento, celebrações vivas, oportunidade para confissões, espaço e ambiente de devoção”, finaliza dom Orlando Brandes.

0 Comentários


Deixe seu comentário


Aplicativos


 Locutor no Ar

AutoDJ

Musicas 100% católicas!!!

Peça Sua Música

Name:
E-mail:
Seu Pedido:


Anunciantes